Banda post punk italiana Instant Lake concede entrevista ao Palco Local (English version below)

0
551
Instant Lake (Foto: Instant Lake)

A banda Instant Lake provém de um país do qual ouvimos muito pouco sobre o cenário do rock, mas a banda prova que existe um cenário e com muito talento e criatividade. Confiram mais essa entrevista exclusiva ao Palco Local concedida por uma banda de além-mar.

Um entrevista em formato diferente, pois ainda que escrita, os integrantes travam um diálogo como se estivessem sendo entrevistados ao vivo. Vale conferir.

Palco Local: Poderiam nos apresentar os membros da banda?

Pierluigi M. Grauso: Dario Amoroso (synth/bateria) e eu (guitarras) havíamos colaborado juntos antes apenas por diversão e experimentação em Diae Irae e Cupio Dissolvi, depois que a ex-banda de Dario, Lads Who Lunch, havia se separado. Eu havia tocado violão em várias bandas da cena local de dark wave, o mais recente era The House of Dolls.

Dario Amoroso: Sim, então no início de 2015 começamos a ensaiar juntos em Caserta (cidade a norte de Nápoles com cerca de 85 mil habitantes) e fundamos o Instant Lake.

Daniele Landolfi: Em abril de 2015 eu tinha acabado de interromper a atividade da minha antiga banda 100 Club. Pierluigi me pediu para me juntar a ele e Dario e organizar algumas músicas.

Carlo Landolfi: Eu vim de uma banda punk napolitana chamada Lo Sciame. Depois juntei-me ao Instant Lake como baixista e compositor algumas semanas mais tarde.

Palco Local: Quando e onde se formou Instant Lake? Vocês poderiam nos contar um pouco da história da banda?

Dario Amoroso: Pierluigi e eu começamos a gravar nossas sessões de ensaio no meu Home Studio. Eles têm um enorme som eletrônico com elementos de ruído experimental. Quando decidimos reunir o Instant Lake, gravamos mais demos orientadas para New Wave / Post Punk – uma dúzia de músicas que na verdade eram os protótipos das músicas do álbum de estréia.

Daniele: Depois disso, regravamos um primeiro grupo de músicas com novas letras e publicamos um single, Caustèro, no Soundcloud. Poucas semanas depois, alguns produtores de selos nos contataram para adicionar outras canções e possivelmente lançar um álbum.
Em junho de 2015 estávamos prestes a abrir um show no Cellar Theory club em Nápoles, mas nós caímos no último momento por  um acidente.

Carlo: Então adicionamos duas novas canções e duas covers ao material inicial e finalmente estreamos em 28 de dezembro do mesmo ano no clube Jarmusch de Sossio Lupoli em Caserta.

Daniele: Foi uma boa estréia, apesar de uma boa seleção de som: o local estava muito lotado e mal conseguíamos ouvir o que estávamos tocando. Os próximos shows foram muito melhores. Nós também voltamos a tocar mais dois shows no Jarmusch Club durante o ano passado.

Pierluigi: Em julho de 2016 inauguramos o Evil Fest, um festival importante de goth / dark wave que acontece em julho, em Itália, em Alvignano, em Caserta.
Poucas semanas antes do festival, gravamos novas músicas e chegamos a um acordo com Alex R. Borges para lançar um álbum pela Wave Records.

Palco Local: E sobre a cena do rock italiano? É um bom lugar para trabalhar com música?

Daniele: Pergunta perigosa …

Carlo: A Itália é um buraco cheio de merda … pra tudo que se refere a arte.

Pierluigi: Bem, eu diria que no que diz respeito ao “arbusto musical” há um monte de boas produções, mas você tem que procurar para encontrá-las … Bom lugar para o trabalho … depende do que você quer dizer: com certeza não para viver, se apenas para compor música até mesmo um esgoto é bom depois de tudo!

Daniele: A Itália é a antítese absoluta de qualquer forma de vida civilizada.

Carlo: Na verdade, nascemos mortos.

Daniele: Vivemos após a morte

Carlo: Na memória da progênie não teremos …

Dario: É um bom lugar onde se pode jogar shitball (bolas de merda…?!) com amigos jogando um no rosto do outro.

Palco Local: Quais são suas principais influências?

Dario: Eu diria que somos influenciados por Liars, Cold Cave, Joy Division, Place To Bury Stranger, NIN.

Pierluigi: Influências … Joy Division, Soft Moon, Bauhaus, Depeche Mode, NIN

Carlo: Na minha opinião, nosso grupo é influenciado por Depeche Mode, Joy Division, Suicide, Christian Death, Bauhaus, Death in June. Also Soft Moon, Cold Cave and Dead Can Dance e outras coisas anteriores.

Daniele: Pessoalmente eu não poderia deixar escapar tantos através de punk, new wave, ebm / industrial … Todos nós ouvimos muita música antiga e recente e é por isso que temos uma espécie de som eclético.

Palco Local: Por favor, conte-nos sobre os materiais que já foram lançados pelo Instant Lake.

Pierluigi: Nosso primeiro single digital “Caustèro” foi lançado pela Wave Record em 23 de dezembro de 2016, além do vídeo do single (no Youtube) produzido por SNAIL, escrito por Adriano M. Poledro e Luigi Reccia. Também lançamos um remix digital do single “Caustèro Paolo Favati Remix no Blue Velvet” e um vídeo do Remix, produzido pela Instant Lake (no Youtube). Tanto o single quanto o Remix estão no Bandcamp.

Daniele: Tivemos o prazer e a honra de ser remixado por Paolo Favati. Quando Alex R Borges (da Wave Records) e nós decidimos lançar um remix do single, eu não tinha dúvida de entrar em contato com Paolo e todos nós estávamos bem com a idéia. Nossa irmandade começou no início dos anos 90 quando Paolo (um membro Pankow) se juntou ao 100 Club (minha antiga banda) como produtor e músico. Nós sempre mantivemos contato, fizemos remixes apenas por diversão de vez em quando. Finalmente, este lançamento oficial foi uma oportunidade real para trabalhar juntos novamente.

Palco Local: Vocês já esteviveram no Brasil para um show?

Carlo: Nós gostaríamos …

Pierluigi: Nós gostamos do brasileiro!

Carlo: Você gostou do seu comentário ???

Pierluigi: Sim, é uma nova fronteira.

Carlo: Típico daqueles que se agradam.

Pierluigi: Eu me divirto muito. Assim como você, você também.

Carlo: Eu não posso… meu polegar fede.

Pierluigi: wtf!

Carlo: Certo… certo…

Daniele: Seria ótimo tocar no Brasil … possivelmente não um show como o que você acabou de ver!

Pierluigi: Attila!

Dario: Apenas pensar!

Palco Local: Quais são os próximos passos para o Instant Lake, a fim de divulgar seu trabalho? Um novo álbum ou uma turnê, talvez …

Daniele: Bem, depois do lançamento dos dois vídeos de Caustero single e Paolo Favati Remix, estamos quase prontos para imprimir o álbum de estréia ‘Refractory’ produzido pela Wave Records e distribuído em todo o mundo pela Audiglobe. A edição estava prevista para fevereiro, mas acho que Wave Records vai lançá-lo em março de 2017.

Pierluigi: Então devemos tocar ao vivo e promover o álbum.

Dario: Concordo com você.

Palco Local: Como podemos saber mais sobre o Instant Lake? Redes sociais e outras coisas …

Instant Lake: Você pode encontrar nossos releases nesses sites:

www.facebook.com/instantlake
www.youtube.com/instantlake
www.soundcloud.com/groups/instantlake
www.waverecordsmusic.com
waverecords.lojavirtualnuvem.com.br/
www.facebook.com/waverecords
www.youtube.com/waverecordsmusic
waverecords.bandcamp.com/

Italian post-punk band Instant Lake grants Palco Local (English Version)

The band Instant Lake comes from a country we hear very little about the rock scene, but the band proves that there is a scene and with a lot of talent and creativity. Check out this exclusive interview to the Palco Local granted by a band from overseas.

An interview in a different format, because even if written, the members engage in a dialogue as if they were being interviewed live. Worth checking out.

Palco Local: Could you present us the band members?

Pierluigi M. Grauso: Dario Amoroso (synth/ drum machine) and me (guitars) had collaborated together before just for fun and experimenting in Diae Irae and Cupio Dissolvi, after Dario’s former band Lads Who Lunch had split. I had played guitar in various bands of the dark wave local scene, the latest was The House of Dolls.

Dario Amoroso: Yes, then in the early 2015 we started to rehearsal together in Caserta and founded Instant Lake.

Daniele Landolfi: In april 2015 I had just interrupted the activity of my old band 100 Club. Pierluigi asked me to join him and Dario and arrange together some songs.

Carlo Landolfi: I came from a neapolitan punk band called Lo Sciame. Then I joined Instant Lake as a bassist and composer a few weeks later.

Palco Local: When and where was formed Instant Lake? Can you let us know a little bit of band history?

Dario Amoroso: Pierluigi and me started recording our reharsal sessions in my Home Studio. They have a huge electronic sound with elements of experimental noise. When e decided to found Instant Lake we recorded more New Wave/ Post Punk oriented demos – a dozen songs which were actually the prototypes of the songs in the debut album.

Daniele: Thereafter we re-recorded a first group of songs with new lyrics and published a single, Caustèro, on Soundcloud. Few weeks later some labels producers contacted us to add other songs and possibly release an album.
In June 2015 we were about to open a gig at Cellar Theory club in Naples but we fell through at the last moment for an accident.

Carlo: So we added two new songs and two covers to the early stuff and finally debuted on 28 December of the same year at Sossio Lupoli’s Jarmusch club in Caserta.

Daniele: It was a good debut although a bad soundcheck: the venue was much crowded and we hardly could listen to what we were playing. Next gigs went much better. We also replayed two more gigs at Jarmusch Club during last year.

Pierluigi: In July 2016 we opened the Evil Fest, an important goth/dark wave festival taking place every July in Italy at Alvignano, Caserta.
A few weeks before the festival we had recorded new songs and came to an agreement with Alex R. Borges to release an album on brazilian Wave Records.

Palco Local: What about italian rock scene? Is that a good place to work with music?

Daniele: Dangerous question…

Carlo: Italy is a hole full of shit…for everything about art.

Pierluigi: Well I’d say in regard to “musical bush” there’s loads of good productions but you have to search for to find them…Good place for work…it depends on what you mean: sure not to live in, if just to compose music even a sewer is fine after all!

Daniele: Italy is the absolute antithesis to any form of civilized living.

Carlo: In fact we were born dead.

Daniele: We will live after death

Carlo: In the memory of the progeny we will have not…

Dario: It’s a good place where one can play shitball with friends throwing at each other face.

Palco Local: What are your main influences?

Dario: I’d say we are influenced by Liars, Cold Cave, Joy Division, Place To Bury Stranger, NIN.

Pierluigi: Influences…Joy Division, Softh Moon, Bauhaus, Depeche Mode, NIN

Carlo: By my opinion our group is influenced by Depeche Mode, Joy Division, Suicide, Christian Death, Bauhaus, Death in June. Also Soft Moon, Cold Cave and Dead Can Dance earlier stuff.

Daniele: Personally I couldn’t escape so many across punk, new wave, ebm/industrial… We all listen to loads of old and recent different music and that’s why we have a sort of eclectic sound.

Palco Local: Please, tell us about materials that were already released by Instant lake.

Pierluigi: Our first digital single “Caustèro” has been released on Wave Record on 23 december 2016, plus the video of the single (on Youtube) produced by SNAIL, written by Adriano M. Poledro and Luigi Reccia. We also released a digital remix of the single, “Caustèro Paolo Favati Remix at Blue Velvet” and a video of the Remix, produced by Instant Lake (on Youtube). Both the single and the Remix are on line on Bandcamp.

Daniele: We’ve had the pleasure and the honour to be remixed by Paolo Favati. When Alex R Borges (of Wave Records) and us decided to release a remix of the single, I had no doubt to contact Paolo and we all were cool with the idea. Our brothership started in the early 90’s when Paolo (a Pankow member) joined the 100 Club (my old band) as producer and musician. We have always kept in touch, made remixes just for fun every now and then. Finally this official release was a real chance to work together again.

Palco Local: Have you ever been in Brasil for a show?

Carlo: We would like…

Pierluigi: We like brasileire!

Carlo: Did you like your comment???

Pierluigi: Yes, it’s a new frontier.

Carlo: Typical of those who please themselves.

Pierluigi: I enjoy myself much. Just like yourself you too.

Carlo: I can’t… my thumb stinks.

Pierluigi: wtf!

Carlo: right right

Daniele: It would be great to play in Brazil…possibly not a show like the one you’ve just seen!

Pierluigi: Attila!

Dario: Just think!

Palco Local: What are next steps for Instant Lake in order to disclose your job? A new album or a tour, perhaps…

Daniele: Well, after the release of the two videos of Caustero single and Paolo Favati Remix, we’ve almost ready to print the debut album ‘Refractory” produced by Wave Records and distributed worldwide by Audiglobe. The issue was expected for February but guess Wave Records will release it within March 2017.

Pierluigi: Then we should play live and promote the album.

Dario: I agree with you.

Palco Local: How can we know more about Instant Lake? Social networks and stuff…

Instant Lake: You can find our releases on these sites:

www.facebook.com/instantlake
www.youtube.com/instantlake
www.soundcloud.com/groups/instantlake
www.waverecordsmusic.com
waverecords.lojavirtualnuvem.com.br/
www.facebook.com/waverecords
www.youtube.com/waverecordsmusic
waverecords.bandcamp.com/

DEIXE UMA RESPOSTA