Asaph Eleutério

Asaph Eleutério
Asaph Eleutério
Asaph Eleutério é um músico curitibano, nascido em 1986 na cidade de Curitiba.
Formado em Música Popular pela UNESPAR, com quatro discos lançados entre 2013 e 2016, todos gravados em casa, com um tablet.
O interesse do artista é realizar uma obra que não seja feita para gerar conexões virtuais, mas sim reais experiências de significação com a sua arte. O artista procura fazer uma arte que signifique profundamente para quem o escuta.

Nascido em um lar tradicional da classe média curitibana, Asaph Eleutério teve seu nome de batismo vindo da influencia da religião protestante, sendo o cantor Asaph Borba conhecido de seus pais durante o ano de 1986, ano de seu nascimento.

O seu tataravô Ignácio Alves de Souza veio de Lisboa, fugido de um casamento arranjado, dentro de um navio para o porto dos Matarazzo, em Antonina, em algum momento da segunda metade do séc XIX;

O seu trisavô, Ignácio Alves de Souza Filho, foi um dos primeiros proprietários de onde hoje está construída a prefeitura de Curitiba, no Centro Cívico

e seu bizavô, Sebastião Alves de Souza foi um dos construtores da Primeira Igreja Presbiteriana independente, que fica ao lado do “Cavalo Babão”, na praça garibaldi, no começo do séc XX .

A música sempre fez parte da vida do artista, tendo sua mãe estudado piano clássico na Belas Artes, antes de seguir carreira como professora de português e, depois Msc. em Linguística e, seu pai, baterista auto-didata.

Asaph escolheu o caminho da música no momento agônico da primeira década do séc, XXI.

Em 2013 o artista diagnostica Esclerose Múltipla, perdendo a visão de um olho. Além disto também tem na família seu irmão, Nathan Eleutério, portador de síndrome de Down.

Desde 2008 trabalha com projetos sociais que intendem a orientar adolescentes e jovens a se profissionalizarem em linguagens artísticas performáticas.

Também em 2008 tem suas primeiras experiências com a rua, sendo músico do Coletivo Boato Clandestino, de teatro de rua, com o qual participou de diversos festivais e projetos, nos quais apresentou em grande parte das cidades do estado do Paraná.

A partir de 2013 o artista começou a trabalhar específicamente com a música na rua, tendo a questão como uma das principais formas de militância e democratização da arte.

Lança “Kitsch” em 2013, “Outridão, Solidão e outros Ais” em 2014, “O Ano do Cavalo Magro” em 2015 e “Monte Parnaso” em 2016.

Uma década depois de se auto proclamar como “Ninguém”, resolve finalmente assumir sua real identidade para o público local.

41999065049
4130147679
Paraná
  • Asaph Eleutério

Send Message to listing owner

Asaph Eleutério