VINAA

VINAA
VINAA
Revelação da música maranhense, VINAA percorre o Brasil misturando ritmos tropicais com mensagens carregadas de representatividade do seu primeiro disco, “Bordel de Amianto”, que possui a direção artística do aclamado Cury Heluy. Em tempos de intolerância, VINAA usa a música para fazer um alerta e todo o Brasil cantar junto o orgulho à liberdade sexual e à diversidade de gêneros.

Um manifesto pela liberdade de expressão sexual e um verdadeiro grito pela diversidade de gêneros, o show “Bordel de Amianto” traz aos palcos, o artista queer brasileiro VINAA com o show do seu primeiro disco “Bordel de Amianto e a Glória dos Loucos Por Sex Appeal” (2017) que já está disponível em todas plataformas digitais.
No palco, VINAA (voz), Marcelo Falcão (baixo), Façanha e Edwin (guitarras), Ronaldo Lisboa (bateria), Raphael Marques (teclado), Thay Luzo e Carol Borges (percussões), Bigorna (trompete) e Kleiton Groove (trombone) tocam as inéditas “Moço Bonito”, “Heróis da Noite”, “Malevollo”, “Saga de um Eterno Seguidor”, “Nunca Mais Transe Comigo”, além de canções eternizadas pelos bordeis do Brasil e sempre dividindo o palco com convidados especiais.
No show de lançamento do disco, VINAA trouxe ao palco Caio Prado (RJ) – compositor de “Não Recomendado”, LaBaq (SP), Silvino (SP), Milla Camões (RJ), Júnior Santiago (PA), Valéria Montenegro (PB), Ana Flavia Sampaio, Enme Paixão, Pedro Sobrinho, Roqueville e os dançarinos Adriano Yasuhiro, Alba Silva, Kakau Santos, Dante Assunção e David Rebolativo.
Histórico
Maranhense (28 anos) VINAA teve a música, ainda na infância, como instrumento que o livrou da timidez e que na juventude proporcionou sua libertação dos padrões de gênero e dos comportamentos sociais pré-definidos. Foi a música que permitiu a ele redescobrir-se como homem.
VINAA desde o início de sua carreia profissional mostrou coragem, exuberância e vigor à frente de uma banda baile em São Luís, onde conheceu produtores e também a classe artística. Força essa que é traduzida nas composições do “Bordel de Amianto” e nos shows que faz na noite da capital maranhense.
Foi exatamente nesse período da banda que conquistou as primeiras impressões de quem não conhecia seu outro lado. Três anos depois, cativou ainda mais o público à frente do seu projeto ‘TRANSE’, festa que apresenta repertório direcionado para a diversidade e a liberdade de expressão, sexual e política.
O uso da saia nos palcos, a forte maquiagem e elementos cenográficos em suas apresentações, além de uma voz estonteante e suave ao mesmo tempo, caracterizam a mensagem política dos shows do VINAA que tem pretensões de viajar o Brasil com seu álbum de estreia.
VINAA tem na sua sonoridade influências do tropicalismo de Caetano Veloso, da força de Ney Matogrosso, do romantismo de Cazuza e do jazz-pop da Blood, Sweat and Tears. Fã de Liniker, Johnny Hooker e As Bahias e a Cozinha Mineira, VINAA também usa a música para abrir o leque de expressão e gênero.
Para ele, a visibilidade que vem recebendo atualmente é algo de extrema importância. “Com a internet, é possível estabelecer conexões com pessoas que não estavam necessariamente próximas do nosso discurso e também com pessoas que assim como a gente teve alguma dificuldade de ser o que é. Com a música, a gente consegue se fortalecer e apresentar a nossa arte que não tem um público específico ou uma bandeira só, falamos do amor, da necessidade de ser quem somos, de respeito e de criamos um espaço para defender o que consideramos importante”, diz VINAA.
O disco
O disco de estreia, “BORDEL DE AMIANTO”, conta com produção de Sandoval Filho (integrante da Soulvenir – banda vencedora do Concurso EDP Live Bands 2016) e direção artística do aclamado Cury Heluy (compositor de ‘O Que Me Importa’, ‘Aparências’, entre outros sucessos nacionais, e, produtor de grandes promessas da MPB no final da década de 1960, no Rio de Janeiro).
“O nome do disco parte da concepção de que todos somos repletos de desejos e muitas vezes deixamos de realizar essas vontades por motivos dos mais diversos, desde impeditivos sociais até as cicatrizes de relacionamentos fracassados”, destaca VINAA.
E se existe um local onde todos podem satisfazer as emoções, não importando a cor e o credo, a orientação sexual e a política, a identidade e a classe social, esse local é certamente marginalizado como um verdadeiro bordel. A grande sacada no disco é a saga daqueles que vão em busca desta satisfação dos desejos, seja ela real ou virtual, e a descoberta que, na verdade, o bordel habita dentro de cada um de nós.
“O VINAA é o personagem principal dessa história. Ele é ambicioso e vai perseguir essa estrada em busca de ser um Artista cada vez mais completo. Ele tem mensagens importantes para passar. A música também tem esse papel de expor os problemas e apresentar soluções. Ele trabalha de forma séria e traz um disco que é dele e que apresenta esse alerta, esse tom de reclamação. É um artista sincero quando canta e chega com a sua arte e a sua sensibilidade as outras pessoas. É um cara que eu já admirava e fiquei emocionado com o convite dele. Gosto de ver a vontade dele!”, destacou o diretor artístico Cury Heluy.
Festivais
Em 2017, VINAA foi selecionado pelo Festival BR 135 para apresentar o show do “Bordel de Amianto” no encerramento da programação do Palco Spotify em uma noite de pura celebração à diversidade musical e aos gêneros em cima do palco e nas ruas do Centro Histórico de São Luís.
No início de 2018, VINAA deu início à sua primeira turnê nacional, chamada Tournée Bordel Brasil 2018-2019, iniciando com dois shows em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, realizados nos dias 9 e 10 de março.

Bordel de Amianto nas plataformas digitais
O disco “Bordel de Amianto” já está disponível em todas as plataformas. Escute nos links abaixo parte do álbum que está disponível na íntegra apenas em formato físico e entre no clima do “Bordel de Amianto”. Spotify: https://goo.gl/a2X1U5 | iTunes: https://goo.gl/QksLd3

98984146020
São Luís
Maranhão
2017
Atualmente

Send Message to listing owner

VINAA