Reggae

Dall
Rio Grande do Sul
,
Banda autoral de Porto Alegre (RS).
O conceito da Dall é a mistura de rock, reggae e funk a elementos experimentalistas e letras filosóficas. Tudo, entretanto, sem pomposidade, buscando a máxima sofisticação na simplicidade e alegria.

Mistura de rock, reggae e funk, associada a toques de experimentalismo e letras filosóficas. Esta seria a síntese da proposta da banda Dall, formada recentemente em Porto Alegre. Entretanto, diz-se na filosofia que atrás das aparências estão as essências.
Para mais além de uma mera mistura, está a intenção de buscar a unidade por trás da pluralidade da música, em toda a sua variedade de gêneros, ritmos e timbres. Assim, variações de tempo, de guitarras limpas e sujas e de baixos melódicos e agressivos, tudo na mesma faixa, fazem parte da estrutura das músicas da banda, que por sua vez procura dar sentido e unidade a isso tudo.
Nascida inicialmente de um projeto solo de Rodolfo Deon Dall’Agno, a Dall passou a constituir-se como banda a partir da entrada de Filipe Ghizi (baixo), Eduardo Coelho (bateria) e Rafael Martinenco (guitarra e teclado). A partir de então, a pluralidade não se restringiu apenas a proposta musical, mas também aos integrantes. E foi só assim que despertou.

Facebook
55 54 99974-6589
Porto Alegre
1970
Atualmente
Dom Pescoço
São Paulo
Somos do mundo, da América do Sul, do Vale do Paraíba, somos de Sanja. Bebemos do rio Paraíba, navegamos piraquaras, circundamos culturas, desaguamos no mar.

Rock com cadências brasileiras, funkeadas, dançantes. Ritmos tropicais com psicodelia. Tropsicodelia! Desde 2014.

EI! VOCÊS TEM UMA BANDA DE QUÊ?
Uma pergunta cotidiana que, de modo involuntário, nos propôs um movimento estético

Somos do mundo, da América do Sul, do Vale do Paraíba, somos de Sanja. Bebemos do rio Paraíba, navegamos piraquaras, circundando culturas, desaguamos no mar e seguimos.

Na Dom Pescoço esta questão estética-rítmica sempre foi complicada de responder. Somos seres plurais e nada dicotômicos, temos múltiplas influências e sem obrigações de seguir permanentemente quaisquer linhas estéticas. Gostamos do funk carioca ao rock. Da cumbia ao pós-punk. Do samba ao maracatu. Da moda de viola à disco. Somos filhos da cultura tradicional piraquara caipira quanto do pop. No entanto, uma linha macro geral nos é constante: ritmos tropicais com psicodelia. Tropsicodelia! Isso é o quê? Uma ruptura nossa. Neologismo nosso. Mas não só! O que também permeia é: arte variada; crítica; lúdica; multifacetada; libertária. Uma linha a seguir? Zona plural ever em atividade mentais intensas! Nada é fechado. Tudo aberto. Ousar, reciclar, antropofagiar.

Sabemos que este exercício não é inédito por toda a história da arte e que nada é tão inovador que já não tenha sido feito. Afinal, “nem tropsicodélico é o novo rock’n’roll”. No entanto, esta proposta joseense e valeparaibana aqui é o de sempre experimentar, com nossas referências, de nosso jeito.

E por aqui demos este nome: Tropsicodelia.
Adentre.

12981683255
, , ,
São José dos Campos
2014
Atualmente
Elohim Guanacoma
Paraná
Integrante da banda ERA! agora decide agregar uma carreira solo, e parcerias que fazem e farão parte de muitos projetos.

Em 2013 surgiu uma banda chama ERA! fundada em parceria com Elohim Guanacoma e Ana Hommer que trazia espirito divertidos na forma de compor sua letra. Mas lidar com pessoas sempre foi e será um problema, tudo parte da química e com a música não é diferente. Algum tempo se passou até chegar a um formação excelente. Mas o intuito de se fazer um trabalho solo é justamente para facilitar a propagação do trabalho.
Eu nasci em Porto Velho capital de Rondônia, no norte do Brasil. Aos 4 (quatro) anos já estava ganho prêmios de canto na igreja, mas nunca imaginei que me dedicaria a música futuramente. Só 15 anos depois que o destino pôs Ana Hommer em meu caminho e assim me firmando de vez a música o que me trouxe uma experiencia maravilhosa. Isso me revelou uma habilidade que imaginava que tivesse – escrever.
Com a apresentação do meu trabalho a poucas pessoas já foi o bastante para ter um bom feedback com direito aos olhares de dois radialistas, dois diretores do SESI e da fundação cultural de Curitiba-PR. Isso junto com os poucos fãs que tenho é motivação o bastante para seguir com a carreira. Então aguarde cada trabalho que vai sendo lançado.

41987674673