Electro Bromance. Música eletrônica direto de João Pessoa(PB) para o Palco Local

1
1160
Electro Bromance (Foto: Electro Bromance)
Electro Bromance (Foto: Electro Bromance)

Despontando no cenário nacional a partir de uma região que tem se mostrado potencialmente forte para a cena alternativa, a Electro Bromance, banda da cidade de João Pessoa na Paraíba, concede uma entrevista ao Palco Local e mostra seu trabalho e seus projetos futuros.

Electro Bromance (Foto: Electro Bromance)

Palco Local:  Qual a formação atual da banda?

Electro Bromance: Atualmente a banda é formada por Wilame AC (main vocal, programações, synths) e Hansen Pessoa (Programações, synths, guitarra, backing vocals).

Palco Local: Poderiam nos contar um pouco da história da Electro Bromance?

Electro Bromance: A banda surgiu em 2015 como um trio e com essa formação gravou um EP o qual foi distribuído por todo Brasil. Em 2016, Williard, que era vocalista e baixista, deixou a banda. Hoje o Electro Bromance segue firme como um duo.

Palco Local: Quais são as principais influências? Existe algum artista em especial que inspira as composições?

Electro Bromance: Tudo que nós ouvimos “dentro e fora” da música eletrônica de certo modo reflete em nossas composições. Preferimos deixar que o público ao ouvir nossa música tire suas impressões, mas, impossível deixar de citar artistas que fazem parte de nossa vivência musical como: Kraftwerk, The Cure, Depeche Mode, David Bowie, VNV Nation, Blutengel, Chrom, Hocico, And One, Clam of Xymox, Decoded Feedback, além de bandas brasileiras como o Harry, Plastique Noir, Technique, Blue Butterfly, dentre outras que ouvimos.

Palco Local: Quais materiais já foram lançados pela banda?

Electro Bromance: Como um trio lançamos um EP contendo 5 músicas. Já como um duo, gravamos nosso primeiro CD intitulado “WE ARE LIKE A TIME BOMB”, que contém 12 músicas e será lançado agora em fevereiro de  2017 pela gravadora brasileira Deepland Records do Marcelo Kpta da banda Das Projekt que vem investindo na cena musical brasileira.

Palco Local: O que o público pode esperar de novidades da Electro Bromance para o ano de 2017?

Electro Bromance: Shows! Queremos tocar bastante para divulgar nosso CD e continuar investindo na divulgação da nossa música dentro e fora do Brasil. Fora isso, estamos trabalhando na produção de um remix para a banda brasileira de electronic industrial Code: Red Core, além do nosso primeiro vídeo clipe. Ah, e vem aí um novo remix de uma de nossas músicas feita desta vez pelo Magno Rocha, produtor e mentor do projeto Lardenbones aqui de João Pessoa que além de produzir remixes, faz um som autoral (muito bom por sinal!), gravem esse nome em suas memórias.

Palco Local: Como tem sido feita a divulgação da música do Electro Bromance? E, como anda a agenda de shows da banda?

Electro Bromance: Quando lançamos o EP, utilizamos as redes sociais para divulgá-lo de forma digital, como também o produzimos de forma física e distribuímos com amigos, bandas, DJs, produtores, lojas, webradios. Algumas pessoas foram, e ainda são muito importantes para nós desde o início da banda, como, por exemplo: O Ives Morgen da Web Radio Acidic Infektion, Ivan Araújo da Loja Soulshadow, Marcelo Kpta e Bruna Rocker da Deepland Records & Radio, Luciano Oliveira (DJ e Produtor de Recife), DJ Celinho Break Down, Carll Lament, Kaique Nascimento, Eliseu Ferraz do Góticos e Subcultura Reconstituídas, Alice Niederauer, Robério da Loja Música Urbana aqui de João Pessoa, Will Fragoso (responsável pela parte gráfica), e outras mais que se esquecemos de citar, sabem o quanto são importantes para que nossa música chegasse a outras pessoas.

Sobre os shows: Em 2016 tocamos no Halloween do Coletivo Dark Night 6 aqui de João Pessoa e no Subterrâneo Gothic Rave IX em Campina Grande (PB). Iniciamos 2017 tocando em Recife no evento Amigos do EBM & Hang The DJ, junto com a banda Ego Eris e os DJs Deco Curado, Mauro Monstro e LOF (produtor e mentor do projeto Synthetic Form), este último que fez um remix de nossa música “Walkers”, que está no nosso EP. E, em março tocaremos no Gothic Night em Natal (RN).

Palco Local: O nordeste parece ter um bom espaço para bandas alternativas como gothic rock, darkwave, synth, etc. Como vocês veem a cena alternativa na região?

Electro Bromance: Acreditamos que toda cena tem uma árdua estrada, mas é com o trabalho de semente a semente que faremos as coisas acontecerem, seja aqui no Nordeste ou nos grandes centros para qualquer estilo musical. Aqui no Nordeste, existem pessoas que são importantes para a cena e que têm se esforçado há anos para que aconteçam eventos para um público que curte música gótica, synth, EBM, darkwave, etc. Não podemos deixar de citar o DJ e produtor Deco Curado (Amigos do EBM Recife/PE), Gothor Lamort (Coletivo Dark Night – João Pessoa/PB), Gerôncio Xymox (Subterrâneo Gothic Rave – Campina Grande/PB), Marcos Antonio (Gothic Night – Natal/RN), e outras pessoas na Bahia, Fortaleza. Além dos produtores de eventos, existem as bandas que estão na ativa e batalhando como a Noturna Régia (Campina Grande/PB), Latromoden e Almas Mortas (Bahia), Synthetic Form e Ego Eris (Recife), Black Knight Frequency e Plastique Noir (Fortaleza), Desrroche e Jardins do Silêncio  (Bahia), dentre outras que continuam batalhando em manter não só a sua música, mas também a cena viva.

Palco Local: Na opinião de vocês, qual a maior dificuldade enfrentada por bandas do gênero atualmente aqui no Brasil?

Electro Bromance: Acreditamos, que quanto mais eventos acontecerem e existirem espaços que deem oportunidades as bandas, sejam estas, autorais ou de covers, a cena continuará a caminhar. Sempre encontraremos obstáculos, mas hoje podemos dizer que a internet realmente facilitou bastante a forma da música chegar as pessoas. Exemplo disso são as redes sociais e as webradios como a Acidic Infektion, Deepland Radio, Angst Radio, Transmission Radio, dentre outras que tem sido fundamentais na divulgação de bandas brasileiras, além de tocar música de diversos estilos como EBM, Gótico, Synthpop, Darkwave, Rock, etc. Como dito no início, é necessário que todos, independentemente da região em que vivam, busquem manter contatos e se integrem cada vez mais em busca de fortalecer a cena musical brasileira alternativa ou não.

Palco Local: Através de que meios as pessoas podem conhecer a Electro Bromance? Quais redes sociais, plataformas digitais e outros endereços virtuais onde as suas músicas podem ser ouvidas?

Electro Bromance: Antes de finalizar, gostaríamos de agradecer ao público que tem ido aos shows e a você Paulo Almeida e toda a equipe do Palco Local, pela oportunidade de participar de mais este canal aberto para divulgação das bandas brasileiras e poder falar um pouco do nosso trabalho. Ao público que tem ido aos shows. Muito obrigado e até a próxima.

Para entrar em contato com a Electro Bromance, basta acessar um dos links abaixo.

Facebook: www.facebook.com/Electro-Bromance-1632317703718094
Soundcloud: https://soundcloud.com/electrobromance
Bandcamp: https://electrobromance.bandcamp.com/
Email: electrobromance@gmail.com
Skype: electro.bromance

 

 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA