Entrevista: Diabolical Funeral – Joinville/SC

2
1350

 O Diabolical Funeral é uma banda que foge de todos os padrões do estilo, conhecida por sua agressividade musical, a banda tem atingido um ótimo nível nos dias atuais, com uma discografia que conta com 2 EP’s (A Morte dos Santos e Seu Deus Está Morto), um Full Length (Queime a Igreja) e um Slipt Álbum (Raça Black Metal with Death Calls), a banda já trabalho em seu segundo Full Length, e fala um pouquinho para o Palco Local sobre esses trabalhos.

 

Palco Local: Inicialmente, qual a avaliação que fazem da banda? Como foi o início de tudo e a razão da escolha do nome Diabolical Funeral?

Diabolical Funeral: Só Black Meal, o puro, velho e imundo BLACK METAL!

O nome da banda surgiu com a ideia de um funeral diabólico celebrando a morte de todos os cristãos!

 

Palco Local: A banda lançou o álbum “Queime a Igreja” em 2015. Como foi a gravação e composição do mesmo?

Diabolical Funeral: O álbum “Queime a Igreja” foi gravado totalmente de forma caseira, foi a forma mais suja e crua possível, sempre depois de uns goles de álcool (risos).

Palco Local: E o retorno dos fãs e da mídia especializada, foi o esperado pela banda, ou superou as expectativas?

Diabolical Funeral: O retorno foi bem maior que o esperado, quando vimos muita gente de todo o Brasil e de outros países também estavam conhecendo o nosso material, foi muito gratificante o resultado!


Palco Local: Como surgiu a ideia de fazer cada letra/música? Como a banda trabalha nesse aspecto?

Diabolical Funeral: Surgiu vendo a hipocrisia dos cristãos imundos e o que pensavam sobre a gente, para trabalhar nas letras sempre buscamos tudo em nossa maior inspiração, inspiração essa que vem do inferno.

Diabolical Funeral  (75)2
Palco Local: A banda caminha para seus 7 anos de carreira. Que dica a banda daria para as novas bandas de Metal que estão começando agora?

Diabolical Funeral: Não sejam influenciados por essas merdas comerciais, que apenas estão interessados no dinheiro e fama, deixando para trás sua ideologia, e sua guerra, esses são vermes em nosso meio!

 

Palco Local: Quais são as maiores influências musicais da banda?

Diabolical Funeral: Nargaroth, Burzum, Belphegor, Immortal, Bathory, Marduk, Satanic Warmaster, Ragnarok, Enthroned, Von, entre outras, basicamente nos inspiramos nas essências do Black Metal.


Palco Local: O que você acha do cenário metálico mundial atualmente?

Diabolical Funeral: Achamos que tem várias hordas boas se mantendo na sua essência, essas são as verdadeiras que não se deixam levar pelo dinheiro e comercialismo, são essas que respeitamos e apoiamos, e são essas que o atual cenário deve apoiar!

 

Palco Local: Há alguma (s) banda (s) brasileira (s) da atualidade que você poderia citar que gosta e recomenda?

Diabolical Funeral: Morthur, Southern Warfront, Dark Malediction, Tenebrifer entre outras.


Palco Local: Como a banda define o seu estilo musical? E por quê?

Diabolical Funeral: O Black Metal em toda sua essência é claramente definido pelo ódio as religiões abraâmicas, judaísmo/islamismo e cristianismo, que contaminam o mundo com sua merda nojenta, o extremismo faz parte de nossa ideologia, não toleramos essas merdas em nosso meio, morte aos vermes imundos!

Diabolical Funeral

Palco Local: Fiquem à vontade para deixar uma mensagem aos leitores dos do site Palco Local.

Diabolical Funeral: Nosso álbum continua disponível in box de nossa página, para quem se interessar em nosso trabalho, um salve a todos os guerreiros do Metal Negro.

Heil Krieg! Heil Satã!!!

2 COMENTÁRIOS

  1. […] A banda de Black Metal catarinense Diabolical Funeral concedeu uma interessante entrevista para o site Palco Local, nessa entrevista a banda falou sobre diversos assuntos como, suas influências, método de composição, atual trabalho, “Queime a Igreja”, e também sobre a cena atual do Metal Extremo no Brasil e no mundo: “Achamos que tem várias hordas boas se mantendo na sua essência, essas são as verdadeiras que não se deixam levar pelo dinheiro e comercialismo, são essas que respeitamos e apoiamos, e são essas que o atual cenário deve apoiar!” – Mantus Razuno (Guitarrista) Confira a entrevista completa: http://palcolocal.com.br/entrevista-diabolical-funeral-joinvillesc/ […]

  2. […] A banda de Black Metal catarinense Diabolical Funeral concedeu uma interessante entrevista para o site Palco Local, nessa entrevista a banda falou sobre diversos assuntos como, suas influências, método de composição, atual trabalho, “Queime a Igreja”, e também sobre a cena atual do Metal Extremo no Brasil e no mundo: “Achamos que tem várias hordas boas se mantendo na sua essência, essas são as verdadeiras que não se deixam levar pelo dinheiro e comercialismo, são essas que respeitamos e apoiamos, e são essas que o atual cenário deve apoiar!” – Mantus Razuno (Guitarrista) Confira a entrevista completa: http://palcolocal.com.br/entrevista-diabolical-funeral-joinvillesc/ […]

DEIXE UMA RESPOSTA