Entrevista: Sagrav – Chapecó/SC

Sagrav é uma banda que foge de todos os padrões se tratando de Heavy Metal. Com um estilo único e diferenciado a banda despontou no cenário nacional com um EP de qualidade intitulado “The Lynching”, acompanhado de um dos melhores lyric vídeos do ano, que leva o mesmo nome do EP. Hoje conversaremos um pouco com Protássio Vargas Neto, baixista da banda Sagrav, para conhecer um pouco mais sobre a banda e conhecer os seus projetos. Confira:

Palco Local: Bem, vamos ao que interessa, como surgiu a banda? E quem são os integrantes?

Sagrav: Primeiro, gostaríamos de dar o crédito do nosso lyric vídeo, ao nosso amigo Toniolli EB, mais conhecido no meio metal como “Canibal”. Bem, nós somos amigos de longa data, e já tivemos algumas outras bandas juntos. Então eu tive a iniciativa de convidar o Zauza e o Bugre para fazer um som próprio, e também voltar a tocar alguns covers que agente já fazia nas “antigas” para ir “desenferrujando” (risos). E os integrantes são Cristiano Zauza (Vocal e Guitarra), eu Protásio Vargas Neto (Baixo) e José Paulo Kemper (Bateria).

Palco Local: “The Lynching”, EP lançado em 2015, é com certeza uma ótima pedida para quem curte o bom Thrash Metal. Conte-nos como se deu o processo de composição deste trabalho, e o que ele representa na história de vocês?

Sagrav: Agradecemos o elogio. Essas músicas na realidade eu tinha já compostas a um tempão, aguardando a oportunidade de gravar com pessoas que realmente se interessassem em fazer um trabalho com consistência. Ficamos bem satisfeitos com o resultado da gravação.

Palco Local: Sabemos que não tem muito tempo desde o lançamento desse EP, mas já dá para sentir uma boa recepção do público e da mídia especializada?

Sagrav: Sim. Ficamos bem surpresos com as matérias que saíram. É importante um “feedback” para podermos dar sequência as novas composições. Críticas positivas são melhores digeridas. Mas acho que como estamos no início de uma nova banda, as negativas te fazem observar e a pensar de uma outra forma.

Ouça:

Palco Local: Hoje, como você classificaria o trabalho do grupo? Quais as principais influências da banda?

Sagrav: Eu acho que é Thrash Metal. Mas outras pessoas já classificaram até como Doom Metal (RISOS). Então acho que temos que dar um tempo, e esperar as novas músicas. Daí essa classificação vem ao natural. Eu (Protássio) sou bem influenciado por Heavy e Thrash Metal dos anos 80.

Divulgação_03 (2)

Palco Local: Qual o conselho que você daria para os músicos e bandas que estão começando e querem desenvolver um trabalho sério como o de vocês?

Sagrav: Primeiro de tudo se divirtam e façam amigos. Bastante ensaio e fazer shows já no início para ir perdendo o medo (risos). Com o tempo agente aprende que fazer um som próprio é muito mais divertido que tocar cover.

Palco Local: Quais são os planos para o restante do ano de 2016?

Sagrav: Queremos tocar. Fazer shows e mostrar nossas músicas. Também vamos gravar um novo EP neste ano. Estamos compondo mais 5 ou 6 faixas.

Palco Local: Obrigado pelo tempo cedido. Parabéns pelo grandioso trabalho, e esperamos ansiosos pelo novo Trabalho. O espaço agora é seu para as considerações finais.

Sagrav: Agradecemos pelo espaço cedido. Lembrando que dentro de alguns dias estamos lançando nossa cerveja “Sagrav – Double Ipa”. Em breve divulgaremos em nossa página no Facebook.

Contato para shows e assessoria: http://www.sanguefrioproducoes.com/contato
Sites relacionados:

https://www.facebook.com/SagravMetal/?fref=ts

http://www.sanguefrioproducoes.com/bandas/Sagrav/28

1 COMENTÁRIO

  1. […] A banda catarinense Sagrav concedeu uma entrevista através do baixista Protássio Vargas, ao site Palco Local. O grupo, que ficou conhecidao por mesclar estilos totalmente distintos como Thrash Metal e Doom Metal fala um pouco sobre essa “mistura” que a banda executa, além de comentar sobre o atual EP “The Lynching” e sobre os futuros projetos, que envolve uma cerveja com a marca da banda e um novo álbum previsto ainda para 2016. Confira: http://palcolocal.com.br/entrevista-sagrav-chapecosc/ […]

DEIXE UMA RESPOSTA