SKURK, banda de thrash metal da Islândia concede entrevista exclusiva ao Palco Local

0
829
Skurk Thrash Metal - Blodbragd

SKURK, a thrash metal band from Iceland gives an exclusive interview to Palco Local (english version below)

Skurk Thrash Metal

A banda de thrash metal islandesa SKURK concedeu uma entrevista exclusiva ao Palco Local, falando sobre a sua história, pçrojetos, a cena do metal na Islândia e muito mais.

Palco Local: Bem, antes de qualquer coisa, gostaríamos de conhecer cada um de vocês. Poderiam nos dizer seus nomes e o que cada um  toca na banda?

Skurk: Skurk é um grupo de rapazes fazendo o que gostam mais. Que é criar música e dividi-la com outros que também gostam. Gudni é o nosso volcalista e guitarrista, Jon Heidar é o baixista, Kristjan é baterista e eu, Hordur, conhecido como Hoddi, sou guitarrista solo.

Palco Local: Você poderia nos contar sobre a história do Skurk? Quanto tempo vocês estão tocando juntos?

Skurk: O Skurk tem uma história muito longa, mas poucos anos de atividade. Começamos há muito tempo, por volta de 1990, e tocamos principalmente em clubes locais no lado norte da Islândia, então, em escala global nós provavelmente não existimos. Mas nós fizemos muita música e gravamos tudo antes de largarmos em 1993. Devemos ter inspirado alguns porque 20 anos depois fomos convidados para atuar reunidsos com ativa e recente banda islandesa de metal cahamda Skálmöld. Tudo foi muito bem e as músicas tinham um som um pouco mais moderno. Foi um dos meus shows favoritos.

Mais shows se seguiram e, antes que soubéssemos, estávamos no estúdio re-gravando algumas de nossas músicas junto com uma nova música chamada Darkness. Isso foi em 2014, e planejamos turnês e um grande movimento, mas infelizmente nosso vocalista Gudni sofreu um acidente e tivemos que colocar tudo em modeo de espera por um longo tempo. Em vez de fazer uma pausa enquanto ele estava se recuperando, decidimos voltar ao estúdio, escrever mais músicas e fazer um álbum completo com todas as músicas novas. Bem, esse era o plano pelo menos.

Palco Local: O estilo de Skurk é thrash metal, por que vocês optaram por este estilo? E quais são as influências do skurk?

Skurk: Nosso estilo antigo é certamente muito thrashy, mas eu não posso dizer por que é. Quando começamos a tocar no final dos anos oitenta, no começo dos anos noventa,  ouvimos thrash de Tampa Bay, alguns de nós gostamos de death metal e, claro, coisas antigas como Led Zeppelin, Iron Maiden e muito mais. Lembro-me que as bandas de metal alemão eram muito ativas naquele momento, como você pode ver, nós gostamos de tudo com alguma coragem e atitude.

Palco Local: Vocês conhecem a cena do metal brasileiro? O que vocês pensam sobre?

Skurk: Quando você quer dizer a cena do metal brasileiro eu acho que você está falando sobre a cena atual. Claro que crescemos ouvindo o Sepultura, mas não tenho seguido muitas bandas brasileiras. À medida que percorro a lista de bandas brasileiras na Encyclopaedia Metallum (http://www.metal-archives.com/lists/BR) vejo que tenho muito trabalho pela frente se eu for conversar sobre a cena. Hahaha

Mas às vezes eu coloco uma lista de reprodução com bandas brasileiras para ver o que está acontecendo e eu gosto de algumas coisas. É a velha escola, o som e os riffs, o que é bom.

Se for pra escolher algumas outras bandas além de Sepultura, então eu escolheria Violator e Krisiun. Diferentes bandas, mas ambos grandes.

Palco Local: E como é a cena na Islândia?

Skurk: O que acha do black metal? O velho thrash metal está subindo, mas a cena do black and death metal, eu diria, está dominando a cena underground da música na Islândia. Mas da velha cena desde 2000-2005, temos Sólstafir ainda reinando.

Palco Local: Skurk tem algum álbum já lançado?

Skurk: Sim. O EP Final Gift que foi lançado em 2014.

Palco Local: Poderiam nos dizer algo sobre o álbum Bluðbragð de Skurk? Quando planejam lançá-lo?

Skurk: Blóðbragð sairá em 01 de março. Consiste em dez grandes canções, todas cantadas em islandês. Como eu disse antes, decidimos fazer este álbum enquanto Gudni, nosso vocalista, estava se recuperando de um acidente, e passamos dois meses escrevendo riffs e gravando demos. Então nós nos encontramos para um fim de semana e escrevemos cinco canções. Algumas semanas depois nos reunimos novamente e escrevemos mais cinco músicas, e de lá começamos a sessão de gravação no estúdio GFG. Trabalhamos por dois anos com até trinta músicos em sessões bastante exigentes e fantásticas. Contratamos o pianista de concertos Daniel Thorsteinsson para compor as partes orquestrais, e estudantes da escola de música local em Akureyri trabalharam conosco no estúdio. Este álbum é um projeto muito grande. Estamos muito orgulhoso disso e não podemos esperar para compartilhá-lo com todos.

Palco Local: A última. Em quais lugares vocês normalmente tem feito shows na Islândia e onde gostariam de tocar? Brasil, talvez …

Skurk: Tocamos em todos os lugares, e é tudo incrível. Mas o Brasil? Isso aí! Se tivermos a oportunidade, não hesitamos por um momento! Além disso, nosso baterista é o maior fã do Sepultura na Islândia, e faz anos que quer ir lá. Ele estaria pulando de alegria, eu acho.

Palco Local: Você poderia deixar alguns contatos e links para aqueles que querem saber mais sobre o Skurk ?!

 

Aqui está, Paulo:

https://skurkmetal.bandcamp.com/releases
https://www.facebook.com/skurkarar
https://soundcloud.com/skurk-thrash-iceland
https://www.youtube.com/channel/UC74DiJoUpL6Y27Jphc18aIw
http://www.metal-archives.com/bands/Skurk/3540387442

English Version

Palco Local: Well, first of all I would like to know each of you. Please tell me your names and what each one plays at the band.

Skurk: Skurk is a group of four guys doing what we like most. That is creating music and sharing it with others like minded. Gudni is our singer and plays guitar, Jon Heidar plays the bass, Kristjan is our drummer and my name is Hordur, called Hoddi, and I‘m the lead guitarist.

Palco Local: Could you tell us about the Skurk history? How long are you playing together?

Skurk: Skurk has a pretty long history but few years of activity. We started a long time ago, or around 1990, and played mainly local clubs on the north side of Iceland, so on the global scale we probably didn’t exist. But we did make a lot of music and we recorded everything before we quit in 1993. We must have inspired some because 20 years later we were asked to perform as a reunion act with a then up and coming Icelandic metal band Skálmöld. Everything felt very right and the songs were given a little bit more modern sound.

The gig was one of my favourite gigs. More gigs followed, and before we knew it we were in the studio re-recording a few of our songs along with one brand new song called Darkness. This was in 2014, and we planned touring and some big follow up, but unfortunately our singer Gudni had an accident and we had to put everything on hold for a long time. Instead of taking a break while he was recovering we decided to go back into the studio, write more songs and do a full album with all new songs. Well, that was the plan at least.

Palco Local: Skurk style is thrash metal, why did you decide for this? And what are the skurk’s influences?

Skurk: Our old style is certainly very thrashy, but I can’t tell why it is. When we started playing in the late eighties, early nineties, we listened to the big four, Tampa bay thrash, some of us liked death metal, and of course the old stuff like Led Zeppelin, Iron Maiden and more. I remember that the German metal bands were very big at the time so as you can see we kinda liked everything with some spunk and attitude.

Palco Local: Do you know Brazilian metal scene? What do you think about?

Skurk: When you mean the Brazilian metal scene I guess you are talking about the current scene? Of course we grew up listening to Sepultura but I haven’t been following many Brazilian bands. As I go through the list of Brazilian bands in the Encyclopaedia Metallum ( http://www.metal-archives.com/lists/BR ) I see I have a lot of work ahead of me if I’m going to follow you guys in conversation about the scene. hahaha!

But sometimes on a Friday night I put on a playlist with Brazilian bands to see what’s happening down town and I like some stuff. It’s old school, the sound and the riffs, which is good.

If I would pick some other bands than Sepultura I have heard, then I’d pick Violator and Krisiun. Different bands but both great.

Palco Local: And how is the scene in Iceland?

Skurk: How do you like Black metal? The old thrash metal is rising but the black and death metal scene, I’d say, is dominating the underground music scene in Iceland.  But from the old scene since 2000-2005 we have Sólstafir still reigning.

Palco Local: Skurk has some album already released?

Skurk: Yes. The EP Final Gift was released in 2014.

Palco Local: Could you tell us something about Skurk album Blóðbragð? When are you planning to release it?

Skurk: Blóðbragð will be out March 1st. It consists of ten great songs, all sung in Icelandic. Like I said before, we decided to do this album while Gudni, our singer, was recovering from an accident, and we spent two months writing riffs and recording demos. Then we met for a weekend and wrote five songs. A few weeks later we met again and wrote five more songs, and from there we begun the recording session at studio GFG. We worked for two years with up to thirty musicians in quite demanding and fantastic sessions. We hired the concert pianist Daniel Thorsteinsson to compose the orchestral parts, and students from the local Music school in Akureyri worked with us in the studio. This album is a pretty big project. We are really proud of it and we can’t wait sharing it with everyone.

Palco Local: The last one. What places you usually have concerts in Iceland and where would you like to have concerts? Brazil, perhaps…

Skurk: We play everywhere, and all of it is awesome. But Brazil? Hell, yeah! If we get the chance we wouldn’t hesitate for a moment! Also, our drummer is the biggest Sepultura fan in Iceland, and has wanted to go there for years. He would be jumping with joy, I think.

Palco Local: Could you let some contacts and links for those want to know more about Skurk?!

Skurk: There you go, Paulo:

https://skurkmetal.bandcamp.com/releases
https://www.facebook.com/skurkarar
https://soundcloud.com/skurk-thrash-iceland
https://www.youtube.com/channel/UC74DiJoUpL6Y27Jphc18aIw
http://www.metal-archives.com/bands/Skurk/3540387442

DEIXE UMA RESPOSTA